Mapas, mapas, mapas



Um mapa astrológico básico tem 12 casas, 12 signos, 10 planetas, aspectos, mas a distribuição dos planetas e as posições dos signos mudarão conforme a data, o horário e a localização geográfica utilizados no cálculo.

Talvez muitos não saibam que um mapa astrológico não sinaliza a qual gênero, credo, sociedade ou etnia pertence a pessoa. Não é possível nem mesmo afirmar que um determinado mapa trate de um ser humano,  pois bem pode ser de um animal, de uma empresa, de um evento... de qualquer coisa. Sim, qualquer coisa imaginável pode ter um mapa calculado bastando para isso ter em mãos os dados 'natais' (dia, mês, ano, horário, localização geográfica) do início ou entendimento de tal coisa.

Só para dar uma idéia: você conhece alguém agora e, se guardar os dados mencionados acima,  poderá calcular o mapa do 'nascimento' dessa relação e esse mapa mostrará através da disposição de seus símbolos o potencial e a forma como esse relacionamento pode vir a desenvolver-se.  Outra: você recebe uma mensagem; o momento em que você lê essa mensagem também tem um mapa e esse mapa contém uma infinidade de informações sobre o conteúdo dessa mensagem, sobre como e quanto ela afeta você e até mesmo o provável desenrolar dos acontecimentos e ao desfecho a ela relacionados – e tem mais:  o horário em que foi enviada também gera um mapa em que se pode entender motivação, intenção, estado de espírito e outras coisas sobre quem escreveu a mensagem. Parece loucura, mas não é. Tudo é símbolo e todo o símbolo pode ser interpretado quando se conhece a ‘linguagem’ certa.

1 visualização0 comentário